18

O ACESSO PARA ESTE SITE, ASSIM COMO O CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS, SÓ É PERMITIDO PARA MAIORES DE IDADE.

VOCÊ POSSUI MAIS DE 18 ANOS?

Clicando em SIM, você está aceitando os termos de uso do site.

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO

O presente Termos e Condições de Uso (“Termo”) visa regular a utilização pelo público em geral (doravante denominado “Usuário”) das páginas, aplicativos, redes sociais, perfis, dentre outros (doravante denominados isolada ou conjuntamente como “conteúdo”), de responsabilidade da Natique Indústria e Comércio Ltda. (“Natique”), aplicando-se sobre, e englobando, todas as marcas de titularidade da Natique, produtos e respectivas informações. São marcas da Natique todas aquelas elencadas em seu site oficial. O presente Termo está livremente disponível para acesso pelo Usuário por meio do endereço http://www.xiboquinha.com/br/termos-uso. É reservado à Natique o direito de modificar este Termo a qualquer tempo, sem prévio aviso, e a seu exclusivo critério. É de responsabilidade do Usuário verificar o teor do Termo periodicamente para conhecer eventuais atualizações, que se tornarão efetivas no momento da publicação.

1. ACEITAÇÃO

Ao manter o acesso ao conteúdo, o Usuário automaticamente aceita integralmente o presente Termo.

2. PROIBIÇÃO DE ACESSO A MENORES DE IDADE

O conteúdo somente poderá ser acessado por Usuários maiores de 18 anos, não podendo ser a Natique responsabilizada por acessos indevidos.

3. UTILIZAÇÃO DO CONTEÚDO

Ao acessar e utilizar o conteúdo, o Usuário compromete-se a respeitar a legislação brasileira vigente, bem como ao quanto disposto neste Termo, obrigando-se a não produzir, disponibilizar, divulgar, compartilhar ou transmitir qualquer informação ou material (“material”) dentro do conteúdo ou de seus espaços interativos que: (i) esteja em desconformidade com as normas da legislação brasileira, bem como à moral e aos bons costumes geralmente aceitos; (ii) incentive, seja conivente com ou estimule o consumo de bebidas alcoólicas por menores, o consumo excessivo ou a condução de veículos sob a influência de álcool; (iii) estimule a discriminação, o ódio ou a violência contra pessoas ou grupos em razão de sexo, raça, religião, deficiência, nacionalidade, posição política/eleitoral ou por qualquer outro motivo; disponibilize ou permita acessar produtos, elementos, mensagens e/ou serviços ilegais, violentos, pornográficos, degradantes ou, em geral, contrários à lei, à moral, à ordem pública, e aos bons costumes geralmente aceitos; (iv) seja falso, ambíguo, inexato, exagerado, fora de contexto, de forma que possa induzir quem acessa a informação a erro; (v) esteja protegido por direitos de propriedade intelectual ou industrial de terceiros, sem que o Usuário tenha obtido autorização necessária para utilização por parte dos titulares dos direitos; (vi) coloquem em risco tecnológico, causem dano, prejudiquem o funcionamento da rede, dos sistemas ou equipamentos de terceiros, ou envolvam vírus, dentre outros. O Usuário será sempre o único responsável pelo uso que fizer do conteúdo ou dos espaços interativos, bem como por qualquer material por ele inserido. A Natique poderá ou não exercer controle editorial sobre o material inserido por qualquer Usuário. Assim sendo, um Usuário pode ser exposto a material inserido por outros Usuários que possa vir a ser incorreto, ilegal ou ofensivo, sem que isso implique responsabilidade à Natique.

4. RESPEITO AOS DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL

O Usuário compromete-se a utilizar qualquer informação disponibilizada no conteúdo em total consonância com o ordenamento jurídico, com a moral e os bons costumes geralmente aceitos e com o disposto neste Termo. Todas as marcas, os nomes comerciais, logotipos de qualquer espécie, fotos e imagens disponibilizados são de propriedade exclusiva da Natique ou têm seu uso autorizado, sendo que o acesso a tal conteúdo não pode ser entendido como autorização para que o Usuário possa citar, usar, copiar tais marcas, nomes comerciais, logotipos, fotos e imagens, ficando os infratores sujeitos às sanções civis e criminais correspondentes, nos termos da legislação em vigor. O Usuário deverá se abster de obter, ou de tentar obter, o conteúdo, total ou parcial, bem como de utilizá-lo, por meios distintos daqueles que, em cada caso, tenham sido colocados à disposição para tais propósitos. É vedado ao Usuário obter e utilizar dados com finalidade publicitária e/ou remeter publicidade de qualquer segmento com intuito comercial sem a prévia autorização, assim como enviar cadeias de mensagens eletrônicas não solicitadas nem previamente consentidas que possam de alguma forma comprometer a Natique.

5. RESTRIÇÃO, SUSPENSÃO E CANCELAMENTO

O acesso do Usuário ao conteúdo e espaços interativos poderá ser restringido, suspenso ou cancelado, sem aviso prévio, em caso de infração ao presente Termo, sem prejuízo de qualquer pedido de perdas e danos causados pelo Usuário. Ressaltamos que a Natique tem a capacidade de rastrear o endereço IP do Usuário e se necessário contatar o provedor de serviços de Internet.

6. BENS E SERVIÇOS DE TERCEIROS

A Natique não será responsável por quaisquer informações fornecidas, serviços prestados, ou produtos vendidos, por pessoas ou empresas que possam ser ofertados ou expostos no conteúdo ou serem acessados por meio dele, através de links. A Natique não será responsável por sites de terceiros, ainda que possam ser acessados por meio do conteúdo disponibilizado pela Natique (links).

7. FORO

Fica eleito o foro da Comarca de São Paulo, estado de São Paulo, para dirimir eventuais controvérsias decorrentes dos presentes Termos, com exclusão de qualquer outro, por mais privilegiado que seja.

Xiboquinha

Você sabia que a nossa querida Xiboquinha só existe graças a um alemão? Foi lá pelos anos 50, na cidade paulista de Itápolis, que Hanz Mehster teve uma brilhante ideia. O então funcionário do Bar e Restaurante Boulevard resolveu experimentar misturas diferentes até que chegou na versão final: a deliciosa bebida chamada Schephöken.

Elaborada com aguardente de cana, limão, mel, cravo, canela e pitadas especiais de erva doce e camomila, a bebida rapidamente virou febre na cidade. E os clientes do Boulevard apelidaram o drink de Xiboquinha. Já escutou um alemão pronunciando Schephöken depois de algumas doses? Então.

Com muito cuidado, o velho alemão decidiu passar a receita secreta para o seu fiel ajudante, o garoto Alvino Brun. Da adolescência até a aposentadoria, o aprendiz nunca mais parou de fazer a Xiboquinha para a família e amigos.

Em 1990, seguindo os conselhos dos admiradores da bebida, Alvino abriu o Bar Philadelphia em São Mateus, no Espírito Santo. O nome do bar foi uma homenagem à sua filha, que morava nos Estados Unidos. E a bebida mais pedida no bar era, obviamente, a Xiboquinha, que na época era conhecida como Xiboquinha do Philadelphia.

Em 1996, dois jovens universitários de São Paulo, Luis Henrique Munhoz e Renato Almeida Prado, visitando a Praia de Itaúnas, conheceram o potencial da bebida e resolveram trazer amostras da Xiboquinha para São Paulo. A dupla colocou a bebida em festas de faculdades, bares e forrós de Pinheiros e da Vila Madalena e deram início ao sucesso da Xiboquinha entre os jovens paulistanos.

A partir disso, firmaram uma parceria com Alvino Brun: a bebida continuaria sendo produzida pelos fundadores e os paulistanos ficaram responsáveis pela venda, distribuição e divulgação em todo o Brasil.

Em 1998, resolveram dar uma cara nova à bebida e deixaram a Xiboquinha do jeitinho que você conhece hoje, com o mesmo sabor irresistível de sempre.

O sucesso foi grande e a Xiboquinha caiu ainda mais no gosto popular. Os jovens fundaram a empresa Natique S.A e o resto é história. A Natique produz a bebida até hoje, ainda sob a supervisão da família de Alvino Brun e da mesma forma artesanal criada por Hanz Mehster na década de 1950. O que você está esperando? Clique aqui para comprar sua Xiboquinha agora mesmo.

Enquanto isso, estamos criando um plano para conquistar o mundo. Aguarde!